> Amamos Travestis: Fevereiro 2017
Amamos Travestis

Amamos Travestis

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Travestis sem bolas

Muito melhor do que fazer a cirurgia de mudança de sexo, para as travestis, seria melhor fazer uma castração cirurgica, ou orchiectomia bilateral, que consiste na retirada cirurgica dos testisculos, com a consequente esterilidade e não produção de testosterona pelo organismo. Com isso, a travesti não precisaria mais tomar medicamentos antiandrogênicos, como o acetato de ciproterona ou a espironolactona, mas ela continuaria a ter que ingerir os hormônios femininos. Mas, o mais importante é que ela preserva o pênis dela e o prazer que ele proporciona. Não corte fora o pau, corte as bolas. 














sábado, 18 de fevereiro de 2017

Domino Presley nos mostra seu novo cabelo roxo. E seu pau duro, já conhecido nosso.










Travesti Leticia Yanoviti







Resposta a um leitor sobre o feminismo ser o principal fator pela destruição cultural do século 20

Não gosto de fazer muitas postagens polêmicas, sobre politica e economia, e ideologia,  porque este é um blog de putaria, e não podemos perder o foco. Portanto, a quase totalidade dos nossos posts são sobre fotos e videos de travestis nuas e fazendo putaria, que é o que todos queremos ver. De vez em quanto, posto alguma coisa relacionada ao Transmasculinismo e ao combate contra o feminismo. Mas são posts bem esporádicos, salpicados aqui e ali, espaçados por vários dias, semanas ou meses entre um e outro. Mas hoje, eu vou abrir uma exceção e vou responder ao comentário do nosso leitor pip, que comentou o seguinte numa de nossas postagens recentemente:

pip18 de fevereiro de 2017 04:16
Vcs citaram o método científico. Isso me lembra a navalha de Occam, q é 1 método científico. E tbm o livro "Mundo Assombrado" do Sagan q tbm fala muito sobre método científico. Mas o feminismo é o principal fator pela destruição cultural do século 20?????????? Talvez essa conclusão seja precipitada e vai contra o método científico, o q é normal, pq nós humanos somos complexos, precipitados, contraditórios e tal. Assim como muitas coisas q sempre existiram na vida e q são feitas na base da precipitação, como muitas ideias de TODAS as religiões d nova era e as ortodoxas tbm, entre muitas outras filosofias. Nem preciso citar exemplos maiores, se não isso vira 1 livro.
E vale lembrar q é impossível agradar td mundo. O q te prejudica, agrada outras pessoas, por + q esse pensamento talvez possa não ser muito democrático. Destruição tbm é ponto de vista. TALVEZ, repito, TALVEZ, se ideias 100% conservadoras tivessem prevalecido no mundo, TALVEZ as pessoas q gostam de travestis e os próprios travestis não teriam tanta voz quanto temos hj. Agora 1 elogio: O ADM citou q foi censurado na universidade se não me engano, por ter ideias diferentes das estabelecidas pelos professores do q é ou não é certo, aparentemente o adm do "AmamosTravestis" da total liberdade p/ as pessoas se expressarem da forma q quiserem. Isso eu dou muito valor. Não importa se concordamos ou não com diversas opiniões do site e da vida em geral. Quando somos censurados, muitas vezes podemos querer censurar, mas aqui não é caso.
O comentário foi feito na nossa postagem sobre as travestis que apoiaram Donald Trump: http://www.amamostravestis.com.br/2017/02/make-america-great-again-travestis-que.html?zx=c0b35d0e952ce7c5

Minha resposta: Agradeço o elogio pip, sobre a liberdade que damos, para as pessoas se expressarem. Eu sempre publico opiniões de quem discorda de mim. Geralmente eu respondo nos próprios comentários, ou num post como esse. Eu comecei a moderar os comentários, porque começaram a aparecer uma feministas postando coisas criminosas, como defendendo estupro e colocando links de sites de pedofilia, dando a impressão de que o nosso site defendia tais coisas. Então comecei a moderar os comentários e eu só excluo os que são comentários cavalo de tróia, que são para sabotar o nosso site e nos incriminar de alguma maneira. Mas, comentários como o seu, nos dando a sua opinião sincera, são publicados sem problema nenhum. Ficamos felizes que ao menos estamos fazendo as pessoas pensarem sobre certas coisas.
Mas num ponto eu discordo de você Pip. Eu acredito piamente que o feminismo é a ideologia mais diabólica e destrutiva que já surgiu na história do mundo. Muitas vezes pior do que o nazismo ou do que o comunismo. Por que? O nazismo ou o comunismo, se tivessem prevalecido, teriam provocado muitos sofrimentos em muitos inocentes, mas jamais iriam ter como consequência a destruição da espécie humana. O feminismo, por outro lado, se não for varrido da face da Terra, vai destruir a raça humana. Vejamos o que está acontecendo no Japão HOJE em dia, graças ao feminismo e que é o que já está acontecendo em TODOS os países graças ao feminismo:

Pesquisadores da universidade de Tohuku, no Japão, divulgaram um dado preocupante: se as taxas de natalidade no país se mantiverem nos níveis atuais – de 1,35 filho por mulher – os japoneses serão extintos no ano 3011 – ou seja, dentro de apenas um milênio. Seu desaparecimento, segundo o estudo, teria começado em 1975 quando o índice ficou pela primeira vez abaixo dos dois filhos por mulher.
Fonte: http://istoe.com.br/207389_JAPONESES+PODEM+DESAPARECER+EM+MIL+ANOS+DIZ+ESTUDO/

Outra noticia: 
População japonesa está destinada a acabar?
Segundo pesquisa, falta de interesse por sexo no Japão preocupahttp://www.revistaencontro.com.br/app/noticia/atualidades/2016/09/22/noticia_atualidades,157683/populacao-japonesa-esta-destinada-a-acabar.shtml

Nem o nazismo e nem o comunismo provocariam tal suicidio nacional. A análise dessa questão vai muito além das nossas sensibilidades e dos nossos sentimentos. É óbvio que nos causa muito mais repulsa os crimes e genocidios dos nazistas e dos comunistas durante o século XX. As feministas, por outro lado, são relativamente limpinhas, engraçadas até algumas vezes. Como alguém poderia comparar o feminismo ao nazismo? Pois eu comparo pelas muitas semelhanças eugênicas e totalitárias entre ambos, mas também ressalto suas diferenças, dentre elas, a que nos mostra que o feminismo jamais conseguiria criar uma sociedade estável, durável e que se perpetuasse. O feminismo é genocida e suicida em si mesmo e a maior monstruosidade já perpetrada pela mente diabólica das familias Rockefeller e Rothschild, para diminuir a população mundial.
Houve época, no Brasil, que as taxas de natalidade eram de mais de 5 filhos por mulher, quando o minimo necessário para repor a população é de 2,1 filhos por mulher. Hoje, no Brasil, a taxa de fertilidade já é de 1,8 filhos por mulher, menor, portanto, do que a taxa minima de reposição da população. Como é que nós poderemos amar as nossas travestis com taxas de fertilidade tão baixas? Caso as taxas de fertilidade fossem de 5 filhos por mulher, nós poderiamos facilmente transformar metade dos homens brasileiros em travestis, que mesmo assim, a existência e a continuidade de nossa sociedade estaria assegurada. Pois as mulheres que sobrassem teriam filhos o bastante, para elas mesmas, e para compensar os homens que decidiram amar as travestis ou que decidiram virar travestis. Existe uma porção de outras questões importantes que esse problema gera, como o da previdência. Não existem jovens o bastante para sustentar a quantidade de idosos que só aumenta e que exige mais e mais gastos de saúde e de previdência. Quando o nosso sistema de previdência foi criado, havia 7 jovens contribuindo para o sistema, para cada idoso que recebia beneficios. Hoje em dia são dois jovens contribuindo para cada idoso que recebe beneficios. Como um sistema assim poderia se sustentar? A cada ano que passa a população economicamente ativa do país diminui e consequentemente há recessão e não crescimento econômico.
O que causou todos esses problemas? O feminismo, que botou na cabeça das mulheres a idéia de que elas deviam competir com os homens na sociedade e superá-los e não cumprirem o seu papel biológico de serem mães. As mulheres não estão mais cumprindo o seu papel biológico de serem mães. Então, por que nós homens deveriamos cumprir com o nosso? As mulheres não quiseram competir conosco? Pois então vamos dar a elas um gostinho da competição e vamos competir com elas no terreno delas, da beleza, da graça e da feminilidade e vamos substitui-las, nos tornando mais femininas e mais mulheres do que as próprias mulheres. Essa é a nossa vingança final.
O que mais nos resta fazer? Talvez os EUA se salvem do desastre, porque eles tem o Donald Trump e a Russia tem o Putin, mas nós brasileiros, o que nós podemos fazer diante de todo ódio e misandria feminista que está arraigado no Estado e nas Universidades Brasileiras contra os homens? O que são esses presidios que nós temos senão campos de concentração de homens? É claro que a maioria dos crimes seria cometido por homens, que foram criados por mães solteiras, que deram pra tudo quanto é marginal da favela nos bailes funk e depois jogam esses caras no mundo para acabarem na cadeia. E qual a outra alternativa para os homens? Serem ricos e bem sucedidos? Como o Arnold Schwarzenegger e o Jhonny Deep? Cujas esposas pediram o divórcio e metade dos bens? Como o ator Robin Willians, que fez tantos filmes de comédias, era rico, bem sucedido e se suicidou enforcado, de tanto que a ex-mulher o sugou no sistema judicial corrupto e feminazi do ocidente? Seja macho alfa ou macho beta, nós estamos ferrados, por culpa das feministas.
Agora sobre a questão de que se os conservadores tivessem prevalecido no século XX, hoje, nós não  teriamos travestis. Esse seria o mesmo raciocinio se algum judeu em Israel agradecesse Hitler e o holocausto judeu pela criação de Israel. Porque Israel existe hoje, graças ao que Hitler fez contra os judeus na segunda guerra mundial. Logo, os judeus deveriam ser gratos a Hitler, porque foi graças a ele que hoje em dia, o povo judeu tem o Estado de Israel. Se a sua linha de raciocinio de que" se ideias 100% conservadoras tivessem prevalecido no mundo, TALVEZ as pessoas q gostam de travestis e os próprios travestis não teriam tanta voz quanto temos hj", então os judeus deveriam ser gratos a Hitler, porque foi graças a ele que hoje em dia existe o Estado de Israel. O Estado de Israel é uma coisa boa, que surgiu de um crime abominável que nunca mais deve se repetir. As travestis são uma coisa boa, que surgiu a partir de uma ideologia abominável que deve ser varrida para o esgoto da história: O feminismo. Hoje em dia não existe mais Hitler e nem o nazismo, mas Israel está vivo e forte. E em breve veremos o dia em que o feminismo também não existirá mais, mas as travestis estarão vivas e fortes e muito, muito mais numerosas do que atualmente.










sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Travesti Kim Bella da uma puxadinha pro lado no seu maiô amarelo, pra nossa felicidade




Ah, não se preocupe. Eu entendo que você não quer fazer sexo comigo, porque eu tenho um pênis. A gente pode ser só amigo, como você quiser.







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anunciad