> Amamos Travestis: Agosto 2017
Amamos Travestis

Amamos Travestis

sábado, 26 de agosto de 2017

Travesti Holly Parker namora, chupa e dá o cú











Travesti faz caridade e da pra mendigo na rua











 

Mara Maravilha diz que trans não procria e é obrigada a pedir perdão

Parece que a Mara Maravilha escreveu ou falou em algum lugar que trans não procria, criticando uma novela da Globo que aparece uma transexual. http://br.blastingnews.com/tv-famosos/2017/08/mara-maravilha-diz-que-trans-nao-procria-e-e-obrigada-a-pedir-perdao-001955487.html
A Mara disse, que Deus não havia feito Adão e Ivo; mas havia feito Adão e Eva. De fato foi assim que Deus fez as coisas e, talvez, por causa disso, a humanidade foi expulsa do Jardim do Éden e tem que ficar sofrendo nesse planeta aqui. Talvez, se Deus tivesse feito Adão e Ivo, estaríamos até hoje no paraíso.


Como é que ela sabia que a novela da Globo estava falando sobre transexuais e travestis? Ela assiste a Rede Globo? Esse sim é o maior pecado.



Além disso, é possível que as travestis procriem. Basta fazerem sexo com uma mulher. Não vejo qual é a dificuldade nisso.






Só tem que lembrar de não colocar a camisinha. Não consigo ver qual é a dificuldade nisso.

sábado, 12 de agosto de 2017

9 fotos da Domino Presley de quando ela tinha os peitos pequenos

Vejam como o travestismo é um processo, como o fisiculturismo. Você começa em algum lugar e, depois de muita perseverança e esforço, chega num destino final. É como o provérbio Taoísta: Uma jornada de mil passos, começa com um único passo. Tentem fazer passos pequenos. Comecem fazendo uma dieta, tentem chegar num IMC, Indice de Massa Corporal ao redor de vinte ou um pouco menos. Tomem os hormônios femininos, depois acrescentem os antiandrogênicos, depilem-se, cuidem da pele, economizem dinheiro para fazerem plásticas no futuro. Não sejam apressados. Inspirem-se nos videos de fisiculturismo do Arnold Schwarzenegger, porque é aquela mesma mentalidade que devemos ter para nos tornar travestis lindas e femininas. 














sexta-feira, 11 de agosto de 2017

É possível para uma Travesti produzir leite?




Hoje eu recebi um e-mail da leitora Gabrielly, perguntando se é possível para uma travesti lactar:

Olá.
Amo seu blog, e faz alguns meses que eu tomo hormônios, mas, eu sempre tive o sonho de lactar também.
Vocês saberiam se tem algum meio de uma pessoa transexual lactar?

Minha Resposta: Sim, Gabriela, é possível para uma travesti produzir leite, ou seja, lactar. A produção de leite está relacionada à prolactina e esta é produzida com os hormônios femininos que as travestis usam. Vai demorar alguns meses para começar a produzir leite, mas, se esse for um dos seus objetivos é possível acelerar o processo. É recomendável que você tome uma injeção de perlutan a cada quinze dias e um ou dois comprimidos de natifa por dia. Além disso, tem um medicamento para tratar problemas do estômago, que tem como um dos efeitos colaterais, a lactação: É a domperidona.



Domperidona

A domperidona, também conhecida pelos nome comercial Motilium, é um medicamento que tem a propriedade de acelerar o esvaziamento do estômago, sendo, assim, útil para o tratamento das náuseas, dor de estômago, distensão gástrica e refluxo gastroesofágico.
Apesar de ser um medicamento seguro e com baixo potencial de provocar de efeitos adversos, a domperidona pode estar associada a um risco aumentado de arritmias cardíacas graves, particularmente quando são usadas doses diárias acima de 30 mg ou quando o fármaco é utilizado em pacientes com mais de 60 anos.
AÇÕES E INDICAÇÕES

A domperidona é uma droga com ação antidopaminérgica, pois ela age impedindo a ligação do neurotransmissor dopamina ao seus receptores D2.
Essa inibição da ligação da dopamina aos receptores D2 provoca os seguintes efeitos:
Aumento da peristalse do esôfago, o que acelera a passagem dos alimentos em direção ao estômago.
Aumento da pressão do esfíncter inferior do esôfago, o que diminui o risco de refluxo gastroesofágico.
Aumento da motilidade gástrica e do duodeno, o que acelera o esvaziamento do estômago.
Ação antiemética (inibição de náuseas e vômitos).
Aumento da secreção de prolactina, que é o hormônio responsável pela produção de leite.
Bloqueia os efeitos adversos dos medicamentos à base de dopamina, como a levodopa (L-dopa) e bromocriptina.

Portanto, dados os efeitos descritos acima, a domperidona costuma ser indicada nas seguintes situações clínicas:
Tratamento das náuseas e vômitos.
Refluxo gastroesofágico (leia: REFLUXO GASTROESOFÁGICO E HÉRNIA DE HIATO).
Azia.
Gastroparesia – esvaziamento gástrico lentificado (comum em pacientes diabéticos).
Distensão abdominal (leia: BARRIGA INCHADA – ABDÔMEN DISTENDIDO).
Excesso de gases (leia: EXCESSO DE GASES INTESTINAIS – Causas e Sintomas).
Dispepsia (queimação estomacal) (leia: DOR DE ESTÔMAGO – DISPEPSIA – Causas e Tratamento).
Indução da lactação em mulheres com problemas para produzir leite.
Controle dos sintomas adversos do tratamento da doença de Parkinson (leia: DOENÇA DE PARKINSON – Sintomas, Causas e Tratamento).
NOMES COMERCIAIS DA DOMPERIDONA
A domperidona pode ser encontrada nas farmácias sob a sua forma genérica ou através dos seus vários nomes comerciais.
Como já referido, o nome comercial mais famoso da domperidona é o Motilium, medicamento produzido pelo laboratório Janssen-Cilag e que é considerado a marca de referência para essa substância.
Os outros nomes comerciais da domperidona são:
Domperix.
Dompliv.
Dompgran.
Molidon.
Motiridona.
Peridal.
Peridona.

EFEITOS COLATERAIS

Os efeitos adversos da domperidona costumam surgir quando o paciente faz uso prolongado da medicação ou quando as doses são maiores que 30 mg/dia.
Entre os efeitos colaterais mais comuns podemos citar: dor de cabeça, diarreia, depressão, agitação, ansiedade, menstruação irregular, galactorreia (secreção de leite), dor mamária, aumento do volume das mamas, retenção urinária e boca seca.
A ocorrência de arritmias cardíacas graves é um evento raro, que costuma ocorrer apenas em pacientes que fazem uso prolongado e em doses maiores que 30 mg por dia ou que já tenham alguma doença que predisponha à arritmia cardíaca.
CONTRAINDICAÇÕES
A domperidona não deve ser administrada em pacientes com as seguintes características:
História de alergia a qualquer um dos componentes da fórmula.
Alterações no eletrocardiograma que predisponham a arritmias, como a existência de um intervalo QT alargado (leia: ENTENDA O SEU ELETROCARDIOGRAMA).
Doenças cardíacas, como insuficiência cardíaca moderada a grave (leia: INSUFICIÊNCIA CARDÍACA – Causas, Sintomas e Tratamento).
Hemorragia gastrointestinal ativa.
Insuficiência hepática moderada a grave.
Existência de prolactinoma (tumor produtor de prolactina).
Apesar de seguros em animais, não há estudos em humanos que atestem a segurança da domperidona durante a gravidez. Portanto, o seu uso deve ser evitado em gestantes. Pelo mesmo motivo, o uso durante o aleitamento materno também é desaconselhado.
Dado o risco de arritmias cardíacas, este medicamento deve ser utilizado com cuidado por pessoas com mais de 60 anos.
INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS
A administração concomitante de domperidona com fármacos que são inibidores potentes do citocromo P450 3A4 (CYP3A4) aumenta o risco de arritmias cardíacas por causarem prolongamento do intervalo QT.
Entre os medicamentos mais comuns que fazem parte deste grupo estão: claritromicina, eritromicina, itraconazol, cetoconazol, fluconazol, hidroxicloroquina, indapamida, ritonavir, saquinavir, telitromicina e voriconazol.
A domperidona não interfere no efeito da pílula anticoncepcional.

Além desses métodos, é possível usar uma bomba manual ou elétrica para estimular os mamilos e, com isso, induzir à lactação em travestis.
Além disso, é possível induzir à lactação apenas com movimentos das próprias mãos, embora seja recomendado usar a bomba de lactação, para facilitar o hábito:




quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Resposta a um leitor sobre as travestis com pinto torto

Um leitor fez o seguinte comentário na nossa postagem sobre Travestis com pinto torno: http://www.amamostravestis.com.br/2017/07/travestis-com-o-pinto-torto.html?zx=811ef0bdc130743

Assim como quase td na vida, creio q talvez vcs tenham opiniões um pouco diferentes sobre o q vou perguntar: isso na opinião de vcs é alguma doença ou é + uma característica? Se não dói na pessoa, se não atrapalha na hora de fazer a higiene, se não atrapalha na hora do sexo e nem na hora de urinar, então talvez não seja um problema. A não ser q cada caso é 1 caso ou com o passar do tempo, apareçam problemas q podem estar relacionados com isso.

Minha Resposta: De fato, o pênis torto é uma doença. Existem duas variantes: uma é a doença de Peyronie, que é uma curvatura adquirida com algum trauma no pênis e a outra é a curvatura congênita, na qual a pessoa já nasce com o pênis torno. Quando o pênis está flácido, não dá para perceber nada de anormal. Mas, quando o pênis fica ereto, a curvatura fica evidente. Se a curvatura tiver mais de 30º a penetração sexual se torna dolorosa. É comum ocorrerem curvaturas de até 90º, que faz o pênis ficar bem torno, quase como um L. Nestes casos, a penetração sexual se torna impraticável. A única solução é fazer uma cirurgia de correção de curvatura peniana. Por sorte, temos no Brasil o maior especialista do mundo em correção de curvas penianas e implantes de prótese no pênis: o Dr. Paulo Egydio, cuja clínica fica em São Paulo e ele faz cirurgias de correção de curvaturas no pênis e, caso precise, de implante de prótese peniana. O Dr. Paulo Eygidio é reconhecido internacionalmente e pessoas do mundo todo vem até o Brasil, para se operarem com ele. 
Essa questão da curvatura no pênis é muito importante e afeta negativamente os homens de muitas formas. Muitos se suicidaram porque não sabiam que dava para resolver o problema. A curvatura pode ser para cima, para os lados ou para baixo. Quando a curvatura é para baixo, a penetração provoca muita dor na mulher, então, o ato sexual normal com uma mulher fica totalmente impraticável. 
O site do Dr. Paulo Egydio é o seguinte: http://centrodecurvaturapeniana.com.br/





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anunciad