> Amamos Travestis: Travestis que mataram Paola Bracho são condenadas a 14 anos de prisão
Amamos Travestis

Amamos Travestis

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Travestis que mataram Paola Bracho são condenadas a 14 anos de prisão



Travesti foi morta no dia 22 de março do ano passado em Dourados; seis acusados estão sendo julgados hoje (Foto: O Vigilante)

Seis Travestis foram condenadas a 14 anos de prisão por terem matado a facadas a Travesti Paola Bracho, em Dourados - MS. Paola foi morta em março de 2017. Ela havia acabado de sair do presidio (ou seja, já tinha aprontado das suas antes) e depois começou a cobrar taxas das travestis que faziam ponto nos locais de prostituição em Dourados. Ela ameaçava de morte quem se negasse a pagar a taxa.
Então, seis travestis revoltadas com isso, se uniram e mataram a Paola, com golpes de faca e de barra de ferro na cabeça. Agora, vão passar 14 anos atrás das grades.
Aí está. Toda mulher que é assassinada, as feministas dizem que é feminicidio e toda travesti que morre, é crime de "homofobia". Só que só um retardado mental, totalmente tapado ainda dá ouvidos para feministas e para esses grupos LGBT, que mais atrapalham do que ajudam. O crime está na natureza humana. Todos são passíveis de cometer crimes. O melhor a fazer é não ultrapassar os limites das outras pessoas. Se a Paola Bracho agisse de forma correta, não ficasse extorquindo outras travestis, ela ainda estaria viva. E, se aquelas travestis tivessem procurado a polícia ou outra forma de resolver a situação, elas não precisariam estar na cadeia. Nós precisamos ser mais racionais e nos controlar mais e não ficar acusando os outros de homofobia ou transfobia. 

Um comentário:

  1. Que triste... um dia desses estava vendo que uma travestir foi morta na fila de emprego a tijolada...

    Mas o que estraga mesmo são as próprias travestir que ao invés de ficarem brigando por ponto usasse a grana pra montar um negócio, prostituição da dinheiro mas por si só não leva ninguém a lugar algum. ficar difícil pedir respeito da sociedade se nem nós nos damos.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anunciad