> Amamos Travestis: Polêmica: Advogado pede prisão de cantor que chamou Jesus de “bicha, transexual e travesti” no Festival de Inverno de Garanhuns.
Amamos Travestis

Amamos Travestis

sábado, 4 de agosto de 2018

Polêmica: Advogado pede prisão de cantor que chamou Jesus de “bicha, transexual e travesti” no Festival de Inverno de Garanhuns.

Polêmica: Advogado pede prisão de cantor que chamou Jesus de “bicha, transexual e travesti” no Festival de Inverno de Garanhuns.

Nessa segunda-feira, 30, o advogado criminalista Jethro Silva Júnior apresentou uma notícia crime na Chefia de Polícia Civil de Pernambuco contra o cantor recifense John Donovan Maia, conhecido como Johnny Hooker, que chamou Jesus de transexual, bicha e travesti no dia 28 de julho, durante apresentação no Festival de Inverno de Garanhuns.
Argumentando que, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), cerca 86% da população brasileira é cristã e que, embora o Brasil seja constitucionalmente um país laico, mais de 178 milhões de brasileiros possuem ou professam a fé cristã, Jethro acusa o artista de ofender a religiosidade cristã.
Para Silva Júnior, o cantor infringiu o Artigo 20 da Lei n° 7.716/89 e está sujeito a uma pena de até 3 anos de prisão, mais multa. A referida legislação diz que é crime praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.


Meus comentários: Que bom que esse tipo de comportamento inaceitável de desrespeito aos religiosos esteja sendo punido. Espero que esse cantor realmente seja condenado à pena máxima da Justiça, porque de fato ele cometeu o delito previsto no artigo 20 da Lei n. 7.716/89.
Isso é o que dá a política de alianças do grupo LGBT, de querer misturar no mesmo caldo lésbicas feministas, gays, bissexuais e Travestis. Numa análise superficial, a política de alianças pode parecer algo bom, porque teoricamente fortaleceria todos os envolvidos no agrupamento, que teriam poder de pressão maior, pela soma de suas forças. No entanto, na realidade prática, vemos que o que ocorre é o exato oposto: a política de alianças geralmente é dominada apenas por um grupo, que manipula os demais. A atitude desse cantor é fruto das manipulações dos gays e das lésbicas feministas, que são inimigos declarados de todas as religiões organizadas. Dessa forma, eles transformam as travestis e os bissexuais em inimigos dessas religiões também, ou os faz pensarem que deveriam ser inimigos dos religiosos, quando, na verdade, seria muito melhor para as Travestis e para os bissexuais manterem boas relações com os religiosos. O forte é mais forte sozinho. As Travestis, para serem verdadeiramente fortes, precisam sair desse lixo LGBT e criar o seu próprio movimento, com base nos seus próprios interesses e não nas manipulações baratas de gays e de lésbicas feministas que dominam a direção e as decisões desses movimentos LGBT. 





Um comentário:

  1. Bem feito, ridículo debochar da fe de alguem

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Anunciad